Biografia dos Palestrantes


Com mais de 25 anos de experiência no sistema financeiro, sempre em instituições de grande porte, atua há pelo menos 20 anos em assuntos relacionados a segurança. ‎É responsável corporativo no Banco Itaú-Unibanco pelos assuntos de Prevenção a Fraudes, Segurança da Informação e Lavagem de Dinheiro, além de ser o diretor Executivo da Febraban.
Alessandra Gonsales é sócia responsável pela área de Governança, Riscos e Compliance do escritório WFARIA Advogados. Graduada em Direito e pós-graduada em Direito Empresarial. É mestre em Direito Comercial pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), tendo conduzido suas pesquisas na Universidade de Harvard (EUA). E, possui MBA pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). É também sócia fundadora da LEC - Legal, Ethics and Compliance, escola e maior portal brasileiro de informações de Compliance e professora dos cursos da LEC, FGV-RJ e FDV. Palestrante, conferencista e escritora de artigos para imprensa local e internacional, é autora e coordenadora do livro “Compliance - A Nova Regra do Jogo” (LEC, 2016), além de ter participado dos livros “Compliance na Saúde: presente e futuro de um mercado em busca da auto-regulamentação” (Criarmed, 2016) ,“Lei Anticorrupção e Temas de Compliance” (Juspodivm, 2017) e Compliance na América Latina (LEC, 2018- ebook)
Superintendente Geral (Chief Operating Officer) e ex-Procurador-Chefe da Comissão de Valores Mobiliários - CVM. Procurador Federal. Ex-Advogado da Bolsa do Rio. Graduado em Direito pela Universidade Federal Fluminense - UFF (1993), com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas na Fundação Getulio Vargas. Professor de Direito Empresarial e do Mercado de Capitais, com aulas ou orientações ministradas em diversas instituições acadêmicas. Autor de livros e artigos (incluindo escritos no exterior). Co-Chair do Comitê de implementação da Convenção de Genebra sobre valores mobiliários intermediados (Geneva Securities Convention). Membro do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro - ENCCLA. Primeiro Coordenador do Termo de Cooperação da CVM com o Ministério Público Federal - MPF.
Graduado em Marketing com MBA em Administração pela FAAP. Profissional com 30 anos de experiência no mercado financeiro. Atuando em Compliance desde 2005 em instituição financeira e seguradora de porte global como Gerente Executivo de Compliance, Controles Internos e Riscos Operacionais. Possui experiência em Governança Corporativa, compreendendo a implantação de todos os pilares de um Programa de Compliance e Integridade e Estrutura de Controles Internos. Foi membro da Comissão de Controles Internos e Compliance da CNSEG e Febraban e atua em diversos fóruns de discussão para Compliance e Governança Corporativa. Atua ainda como instrutor em cursos de governança corporativa na ABBC, LEC, IBS-FGV, Insper e palestrante em Congressos. Voluntário no projeto Caleidoscópio que possui o apoio da ACNUR-ONU, voltado à integração social e laboral de profissionais com sólida formação acadêmica e relevante experiência corporativa e que se encontram em estado de refúgio no Brasil. Membro do comitê que elaborou a DSC – Diretrizes para Sistema de Compliance. Vice-presidente do IPLD – Instituto dos profissionais de prevenção a lavagem de dinheiro e do financiamento ao terrorismo.
Atualmente é Diretora do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça, onde atua na articulação dos órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e do Ministério Público para o enfrentamento da corrupção, da lavagem de dinheiro e do crime organizado, especialmente na implementação da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA) e na Coordenação da Rede Nacional de Laboratórios de Tecnologia Contra a Lavagem de Dinheiro (Red-Lab). Além disso, atua como autoridade central para a cooperação jurídica internacional em matéria penal e civil, inclusive em assuntos de prestação internacional de alimentos, subtração internacional de crianças, adoção internacional, extradição, transferência de pessoas condenadas, transferência da execução da pena e recuperação de ativos. Foi assessora do Ministro da Justiça nos temas relacionados às atividades internacionais da pasta, organizando e acompanhando o Ministro em missões internacionais. Participou da negociação de acordos e de outros instrumentos internacionais pertinentes ao Ministério da Justiça.
Fabio tem mais de 20 anos de experiência em segurança de Supply Chain e proteção de marca. Atualmente, trabalha na HP Inc como chefe de segurança de Supply Chain LATAM. Antes da HP, ele também trabalhou em diversos cargos de liderança em segurança em empresas como Motorola, DHL, Dupont, entre outras. Sua especialidade abrange Segurança de Operações, Investigações, Prevenção de Perdas, Proteção de Ativos / Executivos, Gerenciamento de Crises, Continuidade de Negócios, Conformidade e Falsificação. Além de suas funções na HP Inc., Fabio auxilia o setor de alta tecnologia como Diretor de Prevenção de Perdas da ABINEE (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), representando a indústria perante o governo brasileiro. Fabio também foi nomeado assessor de segurança do Secretário de Estado de Segurança de São Paulo e do Ministério da Justiça para assuntos de roubo de carga. Fabio é Six Sigma Green Belt, e tem utilizado a abordagem sistemática para expandir os negócios e aprimorar os programas de segurança. Participando ativamente de vários projetos e programas de segurança na América Latina e na América do Norte. Membro ativo do OSAC e da TAPA.
Felipe Dal Belo é executivo há 17 anos nos setores Farmacêutico, Bens de Consumo, Bebidas & Alimentos, TI &Telecomunicação, e conselheiro atuando nas áreas de Governança, Riscos & Compliance. Ocupou a Vice-Presidência de Compliance pela Telecom Itália (TIM – Itália e Brasil), foi Compliance & Audit Officer pela The Coca-Cola Company (EUA e LatAm), atuou na Johnson&Johnson como LatAm Business Development Leader e desenvolveu projetos de melhorias de processos na Sanofi-Aventis. Possui formação pela Harvard Business School, Columbia University, Kellogg Management School, Fundação Dom Cabral, UNICAMP, FGV, IESE, e atualmente Doutorando em Governança Corporativa e Ciência dos Dados pela USP. Revisor e tradutor das Normas ISO´s 19600 (Diretrizes dos Sistemas de Compliance) e 37001 (Diretrizes antisuborno) pela ABNT-ISSO no Brasil. Coordenador Nacional dos cursos de MBA de Gestão de Riscos e Liderança pela Universidade Estácio, Palestrante pela Harvard Business Review, Fundação Dom Cabral e Thomson Reuters.
É bacharel em Informática e possui 14 de experiência nessa área como analista de sistemas, a maior parte deles na Xerox do Brasil, e outros 15 anos atuando como especialista e gerentes em funções de GRC (Governança, Riscos e Conformidade, o que inclui atuação em Auditoria interna) como auditor interno, gerente de auditoria interna, gerente de controles internos e riscos corporativos, gerente de Compliance, membro da Comissão de Ética, Coordenador Geral da Diretoria de Conformidade na Eletrobras, palestrante e professor de GRC em diversos eventos do setor no Brasil. Também atua como Conselheiro de Administração em uma distribuidora de energia elétrica da ENEL Brasil e Conselheiro Fiscal de uma empresa de transmissão de dados.
Presidente da República Federativa do Brasil por dois mandatos consecutivos (1995-2002), Fernando Henrique Cardoso é hoje presidente da Fundação Fernando Henrique Cardoso (Fundação FHC, São Paulo) e presidente de honra do Diretório Nacional do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Preside também a Comissão Global sobre Política de Drogas e é um dos doze membros dos Elders, grupo independente de líderes globais que trabalham juntos pela paz e os direitos humanos, criado em 2007 por Nelson Mandela. É membro da Academia Brasileira de Letras (Rio de Janeiro, RJ), do Inter-American Dialogue (Washington, D.C); membro consultivo da Clinton Global Initiative (New York, NY); do World Resources Institute (Washington, D.C) e do Thomas. J. Watson Jr. Institute for International Studies da Universidade de Brown (Providence, RI). Distinguido com numerosas condecorações e homenagens, recebeu em 10/07/2012, o Prêmio John W. Kluge para o estudo da humanidade, concedido pelo Centro John W. Kluge da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos.
Responsável pela assistência ao Ministro de Estado na definição de diretrizes e implementação das ações da competência do Ministério, entre outras atribuições. Atuou como Diretor de Pesquisas e Informações Estratégicas na Controladoria-Geral da União, onde foi responsável pela execução de projetos internacionais de prevenção e combate à corrupção, além de outras atribuições da pasta. Também atuou como Coordenador-Geral de Cooperação Jurídica Internacional – DRCI, com a atribuição de participar de muitos foros internacionais sobre prevenção e combate à lavagem de dinheiro e ao crime organizado transnacional, com foco nas atividades de inteligência e combate ao terrorismo. É graduado em Ciências Políticas pela Universidade de Brasília; Curso Superior de Prevención de Blanqueo de Capitales, pela Universidade de Alcalá – em Madri, Espanha e Mestre em Ciências pela EsAO. Unidos.
Isabel Franco é sócia do escritório KLA – Koury Lopes Advogados, responsável pela área lidera a equipe de Anticorrupção, Compliance & Investigações sendo especialista em legislação anticorrupção. Formada pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco (USP), cursou o Programa de Formação para Advogados da Harvard Law School e completou seu mestrado na Fordham University (NY). Foi presidente da Seção de Direito Internacional da NYSBA (New York State Bar Association), vice-presidente da Comissão de Anticorrupção Empresarial da IBA (International Bar Association), Relatora do Tribunal de Ética da OAB, SP e repporteur da Transparency International. Na AmCham foi membro do Conselho de Administração e do Comitê Executivo. Foi finalista do Prêmio Claudia em 2010, na categoria “Negócios” por sua atuação no combate à corrupção empresarial. Em 2014 e 2015 Isabel foi eleita advogada Número 1 na América Latina na prática de anticorrupção e compliance pela revista inglesa The Latin American Corporate Counsel Association (LACCA) e foi incluída na lista das 100 melhores investigadoras do mundo pela Global Investigations Review (GIR).
Antes de se mudar para o Brasil em janeiro de 2017, Jad estava sediado em Dubai, trabalhando com os clientes mais estratégicos da Thomson Reuters em toda a região do Oriente Médio e Norte da África. Nessa função trabalhou em parceria com alguns dos maiores reguladores da região para ajudá-los a implementar programas de conformidade de última geração de acordo com as melhores práticas internacionais.Jad possui mestrado em Negócios Internacionais pela Universidade de Wollongong e é Bacharel em Engenharia de Comunicação pela Universidade de Plymouth no Reino Unido.
Jason Linder é sócio do escritório da Irell & Manella em Los Angeles e Head da Global Investigations and Anticorruption Practice. Ele retornou à empresa em maio de 2017, depois de atuar como promotor sênior da Foreign Corrupt Practices Act (FCPA) no Departamento de Justiça dos EUA. O Sr. Linder representa questões importantes e abrangentes em todo o mundo, representando corporações, executivos e indivíduos proeminentes em investigações internas e voltadas para o governo em uma ampla gama de setores empresariais, incluindo serviços financeiros e firmas de investimento, assistência médica, dispositivos médicos, ciências humanas, automotivo, aeroespacial, manufatura, entretenimento, alta tecnologia, imóveis e varejo. A experiência de Linder enfatiza as questões criminais do colarinho branco e o gerenciamento de crises, incluindo investigações internas, aconselhamento de conformidade, due diligence transacional e defesa de clientes perante agências de fiscalização do governo em todo o mundo. Ele é especialista em representar empresas e indivíduos perante o Departamento de Justiça dos EUA, os Gabinetes dos Procuradores dos EUA em todo o país, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos e outras agências reguladoras e policiais nacionais e estrangeiras. O Sr. Linder também representa clientes em questões que envolvem privacidade e segurança de dados, disputas civis internacionais, arbitragem internacional, ações coletivas e litígios de alto risco em tribunais federais e estaduais. No Departamento de Justiça, o Sr. Linder liderou muitas das investigações e processos mais complexos da última geração do departamento de FCPA internacional, fraude de valores mobiliários e lavagem de dinheiro em mais de sessenta países, inclusive na maior parte da Ásia e da América Latina, em todos os principais setores de negócios. O Sr. Linder trabalhou com quase todos os principais escritórios de advocacia e agências de segurança nos Estados Unidos, com as autoridades policiais de todo o mundo e bancos multilaterais de desenvolvimento, como o Banco Mundial e o Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento.
Joao Andre C. M. Pereira é Chefe do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro (Denor), responsável por coordenar os projetos relacionados à regulamentação do sistema financeiro. Anteriormente, no Banco Central, foi Chefe de Gabinete do Diretor de Regulação e também Chefe Adjunto do Departamento de Monitoramento, área da supervisão que trata da avaliação de riscos no SFN. João André é Doutor e Mestre em Finanças pela FGV/SP e Engenheiro Mecânico pela Universidade de Brasília.
É o chefe do escritório do Financial Times, em São Paulo. Anteriormente, ele atuou como chefe da sucursal da FT em Mumbai, bem como editor de empresas da Ásia e correspondente de Hong Kong. Antes de entrar para o Financial Times em 2000, Leahy era o chefe do escritório de Jacarta da AFX e também trabalhou para o South China Morning Post como subeditor e depois como correspondente da Indonésia. Em 2009, ganhou o prêmio de Jornalista do Ano, o prêmio mais prestigiado da Society of Publishers na Ásia, pela excelência em sua reportagem sobre negócios e política na Índia. Ele também ganhou o prêmio Indian Express 2009 de Melhor Correspondente Estrangeiro, cobrindo o sul da Ásia. Em 2006, em Hong Kong, ganhou o prêmio Sopa de Excelência em Negócios por sua cobertura da oferta da CNOOC pela Unocal dos EUA. Em 2011, ele ganhou uma menção honrosa na categoria multimídia da Sopa por um vídeo no Facebook e projeto de impressão sobre os migrantes de Mumbai, Living the Dream. Leahy é graduado pelo Instituto Real de Tecnologia de Melbourne, onde recebeu um diploma de bacharel em jornalismo.
Atuou por 30 anos nos segmentos de Auditoria e Compliance, para instituições financeiras. Nos últimos 12 anos dedicou-se à implantação e gestão de programas de prevenção à lavagem de dinheiro no Brasil e em dependências de empresas brasileiras no exterior. Professor da FIA – Fundação Instituto de Administração – no curso de Pós Graduação em Gestão de Riscos de Fraudes. Professor credenciado dos cursos de Continuing Professional Development em compliance do CISI – Chartered Institute for Securities & Investment. Co-autor do livro: Compliance – A Nova Regra do Jogo. Autor de diversos artigos e entrevistas sobre compliance, risco e combate à corrupção, em jornais e revistas. Também participa como palestrante em eventos sobre esses temas. Certificado ACAMS – Association of Certified Anti-Money Laundering Specialist.
LUIZ PAULO FÁVERO é professor titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP), onde leciona disciplinas de Análise de Dados, Modelagem Multivariada e Pesquisa Operacional em cursos de graduação, mestrado e doutorado. Tem Pós-Doutorado em Econometria Financeira pela Columbia University em Nova York. É livre-docente pela FEA/USP (ênfase em Modelagem Quantitativa aplicada a Gestão de Riscos). É graduado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da USP, pós-graduado em Administração pela Fundação Getulio Vargas (FGV/SP) e obteve os títulos de mestre e doutor em Administração (ênfase em Economia das Organizações) pela FEA/USP. Participou de cursos de especialização em Analytics e Tomada de Decisão na California State University, na Universidad de Salamanca e na Harvard Business School. É professor visitante da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e professor em cursos de pós-graduação (especialização e MBA) da FIA e da FIPE. É autor dos livros Data Science for Business and Decision Making, Manual de Análise de Dados: Estatística e Modelagem Multivariada com Excel®, SPSS® e Stata®, Análise de Dados: Modelos de Regressão com Excel®, Stata® e SPSS®, Análise de Dados: Técnicas Multivariadas Exploratórias com SPSS® e Stata®, Métodos Quantitativos com Stata®, Análise de Dados: Modelagem Multivariada para Tomada de Decisões, Pesquisa Operacional para cursos de Engenharia e Pesquisa Operacional para cursos de Administração, Contabilidade e Economia, todos publicados pela Elsevier. É também coautor de Contemporary Studies in Economics and Financial Analysis e Trends in International Trade Issues. É editor-chefe do International Journal of Multivariate Data Analysis. É autor de artigos publicados em diversos congressos nacionais e internacionais e em periódicos científicos, incluindo Journal of Applied Econometrics, Central European Journal of Operations Research, International Journal of Bank Marketing, Finance Research Letters, International Journal of Emerging Markets, Journal of Behavioral Finance, Emerging Markets Finance and Trade, Revista Latinoamericana de Administración, Revista Brasileira de Estatística, entre outros. É palestrante e consultor de empresas nas áreas de Data Science, Business Analytics e Business Intelligence, com uso de ferramentas de Machine Learning, Big Data e Análise de Dados para Tomada de Decisão, como Python, R, SAS, Stata e IBM SPSS.
Procurador da República em São Paulo Integra o Grupo de Combate a Cartéis da Procuradoria da República em São Paulo e o Grupo de Trabalho Leniência e Colaboração Premiada da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF.
Roberto Livianu É Promotor de Justiça em São Paulo desde junho de 1992. Atuou na Baixada Santista, em Juquiá, Paraguaçu Paulista, Itapecerica da Serra, Júri, área criminal, defesa do patrimônio público e meio ambiente. Coordenou as áreas de comunicação e informatização do MP. Hoje atua na Procuradoria de Justiça de Direitos Difusos e Coletivos, especialmente no combate à corrupção. Há mais de 20 anos dedica-se ao estudo do tema, objeto de sua tese de doutorado na USP (onde se graduou), de 2 livros publicados e diversas palestras pelo Brasil e pelo mundo. Presidiu o Movimento do Ministério Público Democrático. Idealizou em 2014, é um dos fundadores e preside o Instituto Não Aceito Corrupção, associação voltada para a produção de conhecimento científico, políticas públicas, mobilização social e educação anticorrupção.
Advogada com 30 anos de experiência na área jurídica, sendo os 6 últimos voltados exclusivamente para a área de Compliance, Mestre em Direito Administrativo (2001), pela PUC/São Paulo, tendo atuado como advogada em grandes empresas. É Chief Compliance Officer do Grupo Latam Airlines, responsável pela implantação de políticas e procedimentos em âmbito global, investigações, treinamentos, pareceres e due diligences, dentre outros assuntos, valendo destacar o processo para a contratação de TPIs (Third Party Intermediaries). É Presidente da Comissão Permanente de Estudos de Compliance do IASP, desde 2013 (renomeada em 2016), e membro do Conselho Consultivo da Alliance for Integrity e da ICC - International Chamber of Commerce.
ROGÉRIO TEIXEIRA DOS SANTOS é o Gerente Executivo Global de Integridade Corporativa da Vale S.A., uma mineradora brasileira com atividades e operações em mais de 25 países. Como tal, ele se reporta ao Consultor Geral e é responsável pelo programa de Compliance anticorrupção em toda a Vale, globalmente. Ele é formado em Direito pela USP – Universidade de São Paulo em 1995, tem LL.Ms pela Eberhard-Karls-Universität Tübingen na Alemanha em 1997 e pela LSE – London School of Economics and Political Science na Inglaterra em 2000, além de MBA pela Fundação Dom Cabral em 2008.
Rodrigo Lopes é Diretor de Contas na divisão de soluções para gerenciamento de compliance da Thomson Reuters. Além disso possui 11 de experiência em atividades de auditoria e consultoria de gestão de riscos, ocupando cargos de gerência na EY, diretor de consultoria na RSM US, Califórnia e diretor de consultoria na RSM Brasil. Liderou times e projetos em grandes corporações de capital aberto e instituições financeiras no Brasil e no exterior, em operações de M&A, IPO’s, implementações de controles financeiros, controles para prevenção a lavagem de dinheiro, auditorias baseadas nas normas americanas SOX e FIDICIA e normas adotadas no Brasil. Possui graduação em Ciências Contábeis pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP), Pós graduado em Economia pela fundação Getúlio Vargas-SP, Especialização em Indústria Financeiras e IFRS pelo FIPECAFI, e aprovado no Cadastro Nacional de Auditores Independentes - CNAI da Comissão de Valores Mobiliários e do Banco Central do Brasil.
Tomou posse no Ministério da Justiça em 31 de maio de 2017, depois de quase um ano à frente do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral, onde estava desde 2 de junho de 2016. Atuou como advogado em Brasília a partir de 1979 e foi ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entre 1992 e 1996 e entre 1988 e 1992. Presidiu o Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral (Ibrade) no período de 2002 a 2008, também atuando como diretor de Cooperação Internacional entre os anos de 2012 e 2015. Professor de Direito Constitucional na Universidade de Brasília (UnB) por quase vinte anos, é pós-graduado pela Universidade de Michigan, pela Universidade de Georgetown (Washington, D.C, 1977) e pelo Instituto Internacional de Direitos do Homem (Estrasburgo, França, 1982). Advogado do governo brasileiro na Comissão de Empresas Transnacionais das Nações Unidas em Nova York e em Genebra (1980 e 1981), além da Siderbrás na negociação da Usina de Tubarão com Kawasaki Steel e Finsider (1974), é membro “Amigos da Carta Democrática Interamericana”, “The Jimmy and Rosalyn Carter Center” (Atlanta, Geórgia) desde 2010. Autor do livro “Direito Eleitoral Positivo” e de diversos outros artigos em periódicos especializados, fez conferências de direito, política e economia brasileira em centros de estudos estrangeiros em vários países, entre eles Estados Unidos, Canadá, Equador, Chile, Venezuela, Panamá, Benin, México, Nicarágua, Israel, Palestina e África do Sul. Foi palestrante também de Direito Constitucional e Direito Eleitoral em Tribunais Regionais Eleitorais de todo o País.
Wagner Coppede Junior ocupa o cargo de diretor de soluções e engenharia na NEC no Brasil. O executivo detém larga experiência nos âmbitos nacional e internacional, com foco no desenvolvimento e gestão de novos negócios de TIC, principalmente no setor público e no segmento de operadoras de telecomunicações. Coppede, que teve passagens por companhias globais como T-Systems e Mercedes-Benz, ingressou na NEC em 2006, quando atuou como gerente de Marketing de Serviços, conduzindo o lançamento do Centro de Segurança de Redes (SOC) da empresa. Ao longo de seu trabalho na NEC, o executivo também desempenhou a função de gerente global de Vendas e Marketing de Produto, na matriz, em Tóquio. Nesta posição, liderou o lançamento de produtos de banda larga e transmissão, suportou o estabelecimento do Centro de Serviços Profissionais no Leste Europeu e implantou o Centro de Competência de Computação na Nuvem para o mercado asiático, na Tailândia e Índia. Coppede, ainda, liderou o processo de fusão e aquisição da empresa Global View S.A., líder em serviços de vigilância urbana na Argentina, pela NEC Latin America. O executivo é graduado em Administração de Empresas pela PUC/SP e cursou pós-graduação em Administração de Serviços na Poli/USP, bem como concluiu o mestrado em Gestão e Políticas Públicas na FGV.
Wagner de Campos Rosário é Ministro Substituto da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU). Graduado em Ciências Militares pela Academia das Agulhas Negras e mestre em Combate à Corrupção e Estado de Direito pela Universidade de Salamanca, na Espanha, também já atuou como Oficial do Exército. Natural de Juiz de Fora (MG), Wagner Rosário tem 41 anos e é Auditor Federal de Finanças e Controle desde 2009. Tornou-se o primeiro servidor de carreira da CGU a assumir o cargo de secretário-executivo e ministro da Pasta. No órgão de controle interno do Governo Federal, trabalhou também na área de Operações Especiais, responsável por investigações conjuntas de combate à corrupção, em articulação com a Polícia Federal, ministérios públicos (Federal e Estadual) e demais órgãos de defesa do Estado. Escreveu trabalhos, como a tese “O papel do controle interno na luta contra a corrupção, com ênfase na investigação conjunta desenvolvida no Brasil e na Espanha”, publicada em 2016.